Posts Tagged ‘Poetas Andaluzes de Hoje’

Balada para os Poetas Andaluzes de Hoje

June 22, 2011

Antologia Poética de Rafael Alberti  foi um dos primeiros livros que comprei na feira do livro. A recomendação veio de minha mãe – “Conheces? É o autor do poema dos poetas Andaluzes”. O poema, esse sim, conhecia através da música (com o mesmo nome) dos Aguaviva, mas como não conhecia Rafael Alberti, este fácilmente me teria passado despercebido entre tantos livros.

O grupo espanhol de Rock progressivo (classificação não unânime), Aguaviva, dedica então parte do seu album “Poetas andaluces de ahora” a este poema. Além de Rafael Alberti, outros poetas espanhóis vêm os seus interpretados por esta banda, cujas canções passaram pela censura do regimo de Franco.

Balada Para Os Poetas Andaluzes De Hoje

 

Que cantam os poetas andaluzes de agora?

Que olham os poetas andaluzes de agora?

Que sentem os poetas andaluzes de agora?

 

Cantam com voz de homem, mas onde estão os homens?

Com olhos de homem olham, mas onde estão os homens?

Com peito de homem sentem, mas onde estão os homens?

 

Cantam, e quando cantam parece que estão sós.

Olham, e quando olham parece que estão sós.

Sentem, e quando sentem parece que estão sós.

 

Será que a Andaluzia já não tem ninguém?

Que nos montes andaluzes já não há ninguém?

Que nos mares e campos andaluzes não há ninguém?

 

Já não haverá quem responda à voz do poeta?

Quem olhe o coração sem muros do poeta?

Tantas coisas morreram, que só resta o poeta?

 

Cantai alto. Ouvireis que outros ouvidos ouvem.

Olhai alto. Vereis que outros olhos olham.

Pulsai alto. Sabereis que outro sangue palpita.

 

Não é mais fundo o poeta em seu escuro subsolo encerrado.

O seu canto ascende ao mais profundo quando, solto no ar, já pertence a todos os homens.